29 outubro, 2008

a Oeste, nada de novo 2

Stern portfolio
© Steve Klein

Primeiro Nick Knight, agora Steve Klein. Voltou a polémica sobre as fotografias da não menos polémica campanha Portugal Europe’s West Coast. Já corre um abaixo-assinado online dirigido ao primeiro-ministro a protestar contra a possível escolha do fotógrafo norte-americano que a troco de 1 milhão de euros (!) produzirá a segunda vaga de imagens (6 ao que consta) com o olímpico objectivo de promover Portugal "lá fora".
Klein é um fotógrafo multifacetado com trabalhos que vão desde a performance fotográfica a campanhas publicitárias das mais cotadas marcas do mercado. Não são raras as vezes que estrelas como Madonna ou Brad Pitt entram na sua objectiva.
O contrato estará a ser negociado por um destes organismos ou pelos três ao mesmo tempo: Ministério da Economia e da Inovação; Turismo de Portugal; Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal.

A petição (que pode ser lida aqui) é uma iniciativa dos "Fotógrafos profissionais de Portugal" e pede a José Sócrates para "salvaguardar, apoiar e promover o trabalho dos profissionais de fotografia portugueses, de forma a proteger a própria imagem do nosso País".

O site de Steve Klein está aqui

>Post relacionado
>> a Oeste, nada de novo

5 comentários:

M0rph3u disse...

Obrigado pelo post Sergio.

E' realmente inacreditavel que se continue a cometer os mesmos erros vezes sem conta e nao ouvir outras opinioes?

Quantos mais milhoes terao de ser gastos para fazer mais campanhas a promover o Pais?

Outra coisa ridicula e' que nao vivendo em Portugal, apenas vi a "West Coast of Europe", quando aterrei no aeroporto de Lisboa e passei pelo Marques de Pombal.
No entanto por aqui (Nova Iorque) vejo inumeros anuncios a apelar ao turismo na Turquia, Grecia, Coreia do Sul... e ate' algumas iniciativas regionais ou de algumas cidades de Espanha.
Neste momento a introducao do mobiliario urbano da Cemusa - como por exemplo, nos terminais de autocarro (que revelam uma faceta moderna da cidade de Nova Iorque actual) tem "mupis" a promover Madrid.
Nao 'e Espanha, mas Madrid, que segundo a publicidade e' a cidade ideal para os americanos irem fazer as suas compras de Natal e visitar Palacios.
Talvez com isto se aprendesse alguma coisa.
E as fotografias sao bastante banais. Nao me parece que tenham feito um investimento avultado na producao, mas concerteza que na divulgacao fizeram.
Ate' porque pagar uma tela com a cara do Cristiano Ronaldo, no Marques de Pombal tambem custa umas centenas de milhar de euros (ou mais).

Vistas bem as coisas, faz-se questao de se evitar o "provincianismo" (que e' uma nocao ridicula) de aproveitar talentos nacionais para promover o Pais, mas depois toma-se a atitude claramente provinciana de promover o Pais dentro dele mesmo...
Isto nao tem logica nenhuma...
Aproveitem o facto de querer promover o Pais para apostar em pessoas que tambem tem competencia para fazer um grande trabalho e usem o excedente para investir em Promocao fora do Pais.
Nova Iorque tem 3 ou 4 aeroportos 'a sua volta. Gastem o dinheiro na mesma, mas anunciem onde tem logica. E apostem no nosso melhor, que somos nos mesmos!
Ou so' somos bons, quando saimos para fora e temos uma serie de pessoas a dizerem que somos bons?
Sera' que e' mesmo preciso emigrar, para se ter algum valor?
O valor nao existe ja' no Pais?

Mário Nogueira disse...

"A Oeste nada de novo". Infelizmente, um título muito adequado... :(

Anónimo disse...

A julgar pelo trabalho apresentado no site do Steve Klein nem imagino o que ele poderá fazer na campanha para promover Portugal no estrangeiro. Não me parece muito boa escolha.
Já para não falar no dinheiro que se irá gastar e nos bons fotógrafos que nos temos cá.

Ni disse...

Obrigada pelo post. Petição assinada e divulgada, quero acreditar que ainda é possível evitar mais um exercício de megalomania imbecil de políticos e gestores públicos a quem falta visão estratégica para a promoção do País.

M0rph3u disse...

Qual visao estrategica?

Visao estrategica seria aproveitar-se exactamente o capital humano no Pais e usar o excedente para publicar a publicidade em revistas de consumo geral em cidades com potenciais turistas.
Fazer publicidades como a da "West Coast of Europe" sao caras demais, para as consequencias que tiveram.
Ok... foi a conjuntura... mas isso sempre foi e sera', enquanto nao houver demonstracao que Portugal e' mais que praia, sol e castelos...

Ja' que muitas das vezes se apregoa o sucesso de cidades como Barcelona, Berlim ou Londres e' interessante perceber o que e' que faz essas cidades serem especiais... e e' facil constatar que uma grande parte tem a haver com museus e actividades que sao feitas por la' e que tem importancia e peso na economia.
Nao sao apenas festivais para os turistas verem.

Estas politicas do "very typical", que quase parecem que o Pais e' uma enorme Disneyland nao fazem sentido nenhum nos dias de hoje - em que o mundo e' Global.
E' tempo de se voltar a apostar no "Portuguese do it better" e comecar a criar oportunidades reais para todas as pessoas que fazem o possivel para se manter nas suas actividades e de forma profissional.

Ser-se escolhido para uma campanha deste genero, nao deveria ser um "premio", deveria ser uma aposta no merito pessoal das pessoas que vivem no Pais e que e', no fundo, a sua verdadeira Imagem.

Peticao assinada!

 
free web page hit counter