22 agosto, 2007

ficar

Rui Costa
(© Miguel Vidal/Reuters)

Impressionou-me muito esta fotografia de Rui Costa.

O momento captado mostra o médio do Benfica no Estádio da Luz depois de ter marcado o segundo golo contra o FC Copenhaga. A expressão de Rui Costa é enigmática. De certa forma, também é reveladora de uma maneira particular de estar no futebol, íntegra e apaixonada. Não consigo recordar com rigor o antes e o depois deste instantâneo. Vi os golos em repetição televisiva. Vi o jogo a espaços. Ainda assim arrisco uma leitura deste rosto de grito contido, de herói carismático.

Rui Costa não é um jogador novo (muitos com a sua idade já penduraram as botas). Já não é um jogador rápido. E aguenta com dificuldade os 90 minutos de uma partida. Mas tem, dos pés à cabeça, duas características que o transformam num jogador raro nos relvados portugueses: experiência e inteligência.

Durante a pré-época, e até antes de assinar de novo pelo clube que o lançou, soaram daqui e dali críticas à aposta na sua continuidade como um dos pivôs do jogo do Benfica do meio campo para a frente. No primeiro jogo oficial do clube da Luz esta época, parece que Rui Costa foi um dos poucos a remar contra a maré, ou seja, a remar contra a mediocridade em que está mergulhada a sua equipa. A tal ponto que vi escrito em algum lado que não foi o Benfica que ganhou o jogo contra o Copenhaga, mas sim Rui Costa. Dois remates certeiros de fora da área no mesmo jogo não acontecem muitas vezes. Aconteceram a Rui Costa nesta partida porque, creio, ele era um jogador acossado na sua dignidade. Os golos de longe não são uma novidade nos seus pés. Mas estes revestiram-se de uma importância particular, porque significaram não só uma esperança, ainda que vaga, da continuidade da sua equipa na Liga dos Campeões, mas também o reafirmar da sua classe como jogador e a reposição da sua honra no relvado.

Esta expressão grave, de dentes cerrados, revela um jogador ferido que foi obrigado a recuperar o brilho fazendo extraordinariamente bem aquilo que sempre soube fazer bem, ultrapassando-se.
Este rosto ainda queimado pelo sol das férias relembra a parangona que diz “quem sabe nunca esquece”, ainda que nos pés venha ainda colada alguma areia fina das praias do Algarve.
Esta cara de alegria travada, de alegria que parou antes de chegar à garganta, mostra um jogador renascido e de novo amado por aquilo que é e por aquilo que sabe fazer, sem grandes piruetas nem mortais à retaguarda.
Esta cara tem um olhar incerto, abstracto, para lá do círculo do estádio. É um olhar perdido de alguém que foi reencontrado por milhares em êxtase à sua volta, por milhões a olhar para si.
Esta cara é quase a ausência de emoção no meio do turbilhão de emoções que rebentam depois da bola entrar na baliza. É também uma cara de pequena vingança para quem menosprezou, espezinhou e foi malcriado. É a cara de um homem que, num momento de comunhão e adrenalina total, quis ficar só. Como quem enfrenta a besta sem gritar pela 7ª Companhia.

E, contudo, não é a primeira vez que Rui Costa remata de muito longe um tiro certeiro para repor o seu brio, para nos mostrar a entrega com que veste a camisola. Aconteceu nos quartos-de-final do Euro 2004 contra a Inglaterra, quando era um dos mal-amados da selecção. Aconteceu quando marcou o terceiro golo de Portugal, um golo decisivo numa vitória histórica. Aí, lembro-me bem, Rui Costa abriu os braços, fechou os punhos e gritou.

Foi só uma forma diferente de dizer: “contem comigo, estou aqui!”.


28 comentários:

Camarada Choco disse...

Divulgação

Mais um Blog que se tornou um Livro!

Filme da apresentação disponível no YouTube em “Camarada Choco”

www.camaradachoco.blogspot.com

Anónimo disse...

As contratações no SLB deveriam ser como nos restantes sectores, idade inferior a 30 anos. Num jogo onde Rui é ainda e só ele o único jogador em campo é realmente de louvar por uma lado, mas existe o outro lado, quem são os outros jogadores, que andam eles a fazer? Sem querer tirar nenhum mérito ao Rui Costa, até por achar que ele já faz mais do que deveria fazer e que deixe de pensar com o coração. Mas que me desculpem mas o um jogador que é preterido por Kaka, e neste caso tratando-se de Rui Costa é simplesmente por uma questão de incompatibilidade idade/condição física.
Este tipo de situação arrasta outra série de problemas.
Já existem demasiados problemas no Benfica.
E se realmente gostam do Rui Costa aconselhem-no a parar, ainda se vai magoar.
Bem haja ao Rui Costa.
Cumprimentos,
Rui

jota disse...

Mais vale só...!

Hugo Fonseca disse...

Caro anónimo,

Porquê parar?, se ainda assim é o melhor em campo. Oxalá houvesse mais jogadores com esta qualidade.

O Joe Berardo que se cale e pare de dizer disparates e de se contradizer, é um insulto à inteligência ouvir essa criatura rídicula e mesquinha falar.

Os outros jogadores... é que devem 'arrancar'... porque só jogam parados e sem nenhuma paixao. Esses é que magoam... ver jogar.

E o Rui Costa não é o único, veja-se o caso do João Pinto? Ainda este fds contra o FCP, e se nao fosse o Quaresma, o campeonato teria começado menos mal para os benfiquistas.

Para bem do limitado futebol portugues, que estes extraordinarios jogadores nos façam o favor de continuarem a jogar, enquanto se sentirem capazes.

Atlântida disse...

Gostei muito da profundidade do post.
... E muito pouco do "anónimo"... É óbvio que, felizmente, estamos numa sociedade em que (ainda) impera a livre expressão. Mas não entendo como é que alguém consegue dizer mal perante um excelente trabalho. Será que este anónimo também diz mal do Figo?
Se calhar é funcionário público, com esta atitude do "faz mais do que deveria fazer". Talvez alguns jogadores deste clube façam, então, o que acham que é obrigação deles, ou seja, pouco. Será o anónimo jogador do SLB, que vê concretizado o esforço do seu companheiro de armas e sente inveja!?
E vamos dizer o quê a Rui Costa? Que deve deixar de fazer o que faz tão bem porque está a ser alvo de ameaças?! humm
Quanto à incompatibilidade idade/condição física... Quem dera a muitos mais novos que ele...!!
É por estas, e por outras, que o país não avança... Mentalidades...
Bem hajam!!

http://fraufromatlantida.blogs.sapo.pt/

Outro Anónimo disse...

cara atlântida.

o anónimo tem toda a razão. a comparação com funcionários públicos é extremamente adolescente. mas é necessário entender o mínimo de futebol para se poder falar dele sem se parecer um papagaio.

o Rui Costa foi e é um jogador fora de série mas está velho.. dá para colmatar a saída de uma outra grande vedeta (ou melhor, encher o olho) muito temporariamente, mas não ganha campeonatos, a maioria das vezes nem jogos, e assim sendo dentro em breve vai voltar ao banco e sair pela porta do cavalo, o que muito me entristeceria.

quanto ao Berardo, é uma figura triste, é um ignorante com muito dinheiro, duas características muito perigosas quando juntas, mas não é para aqui chamado.

Anónimo disse...

Ainda tenho que ser eu sozinho a resolver aquilo que devia ser trabalho de uma equipa… Que Deus os ajude… Já não tenho idade para fazer tudo sozinho, estou farto disto… Acham-me com cara de milagreiro, mas façam vocês também qualquer coisa… O culpado dos insucessos é só e só o presidente, baldou-se a tudo do futebol, só liga à Carolina, ao visual bonito e socialmente Jet Set… Se o Eusébio mereceu uma estátua e muito bem merecida, parece que vai faltar espaço para tantos que têm tido muito mais coragem de estar no futebol do que ele. Rui Costa é um desses exemplos. Honra lhe seja feita tal como ao Eusébio, ainda em vida.

Hugo Fonseca disse...

"o Rui Costa foi e é um jogador fora de série mas está velho.. "

Está velho? e o Maldini do AC Milan tb está velho? Provavelmente é só jogador com maior nr de titulos da história do futebol, e continua a jogar com 39 anos.
http://en.wikipedia.org/wiki/Paolo_Maldini

Só quem percebe pouco de futebol pode afirmar um comentário tão limitado. A bola é que precisa de circular, e nisso o Rui é um mestre
como poucos a nível mundial.

Quanto ao Berardo, é para aqui chamado, porque em muito é responsável pela expressão da imagem. Infelizmente e com toda a sua ignorância nas palavras que disse.

Anónimo disse...

Anónimo? Eu não sou anónimo, está assinado, sou Rui, homónimo do jogador em questão. Até podem existir centenas de jogadores mais velhos, nesta caso falou-se de Maldini, pois bem, Maldini que eu me lembre nunca saíu do Milan, pois bem, exemplo melhor não vinha a calhar para tentar esclarecer uns pequenos detalhes, o futebol não se joga só nas quatro linhas, há contas a gerir, há plantel a gerir, há problemas de diversa ordem, e há um balneário, que provavelmente o dito Maldini deverá conhecer melhor do que ninguém.
Só dou dois exemplos que uma equipa adversária e com alguns sucessos (demasiados para o meu gosto) Jorge Costa e Vitor Baía, ambos com mais anos de clube, tantos que juntos deve dar para a idade do Rui Costa. Quem quiser reflectir...
Cumprimentos,
Rui
sócio 49622

Ana Claudia disse...

Gosto imenso de ver este blog (e de fotografia),
Gosto de futebol (embora com menos intensidade)
E' com espanto que vejo uma discussao digna de um qualquer blog apadrinhado pel' "A Bola".
Entao nao esta'vamos a falar da fo-to-gra-fi-a do Rui Costa?
E' com menos espanto que constato que esta foto gerou mais comenta'rios que os u'ltimos 10 post todos juntos (incluindo eu pro'pria)
Enfim, agitou...
Ana Cla'udia
Porto, do FCP (for the record)

Nota: O meu teclado nao sabe portugues

Diógenes disse...

Também acho.Como é que,comentando um execelente post (bom texto,parabéns),aparecem comentários eivados daquela futebolice de que infelizmente padece grande parte da população portuguesa. A maioria dos comentários reflecte a incapacidade dos seus autores em compreender o alcance do texto.Sinais dos tempos,ké ke se há-de fazer?

Anónimo disse...

F.ck´him! Estava ele a pensar...

Anónimo disse...

Foi a resposta ao sr. Berardo.
O Berardo já veio comentar que era para expicaçá-lo. Pois...pois
Tem resposta para tudo, só não tem é explicação um indivíduo desses. Pelo facto de ter a conta gorda axa k pode vir para aqui mandar tudo à m.... e k eu é q sei.

Anónimo disse...

Quem é o Sr. Berardo?
Um tipo com muito dinheiro (mas há outros com +) e com acções disto e daquilo. Só isso. Mais nada.
Não contribui com nada para o país ao contrário do Belmiro.

Hugo Fonseca disse...

Caro Rui,

E pelo facto do Rui Costa ter saído do Benfica, é menos benfiquista? e não deve jogar até esta idade em que continua a jogar bem?, tendo sido dos melhores jogadores no início de época? Não percebo os argumentos quanto ao Maldini. E quanto ao Jorge Costa e Vítor Baía, optaram por deixar de jogar, ao contrário do Rui Costa.
Opção deles. Quanto ao balneário parece-me pela postura que tem, ser uma boa influencia sobre a equipa e ter uma boa atitude e servir de exemplo para muito dos colegas. É neste momento o jogador com maior experiencia internacional do benfica e um ícone, pelo que se presume que continuará ligado ao SLB após a sua carreira como jogador. Ao contrário do Figo, que vai permanecer no Inter, como dirigente e que nunca regressou ao SCP. E que já agora só por acaso também continua a jogar... é só mais um exemplo.

Cátia disse...

Mas se ele ainda joga, e pelos vistos melhor que os outros porque haveria de parar? Há muitos jogadores da idade dele que ainda jogam. Pelo menos Rui Costa joga com vontade, sabe jogar e sabe honrar o contrato que tem. Todos devíamos ser assim a trabalhar, num mundo ideal trabalharíamos com vontade, gosto e daríamos o melhor de nós...e talvez este país não fosse assim, onde quase toda a gente se arrasta, em vez de caminhar.

joao disse...

acho que o melhor é avaliar os homens por aquilo que fazem no terreno de jogo..se ele for produtivo ate aos 40 pk parar..vejo jogadores mt mais novos e tem menos condiçoes fisicas que o rui costa,ou nao correm pk nao querem..acho k pode dar mt ao benfica e ao futebol nacional,tanto dentro como fora dos relvados

Anónimo disse...

O bicho humano vai muito para além do que profissionalmente é. Esta fotografia, de grande intensidade e não apenas para quem vive futebol, é a demonstração disso.

Cada um de nós deveria saber que estes momentos são a parte indizível da existência que percorremos.

São a nossa vida num momento perpétuo, são os nossos sonhos sacrificados, são a nossa crença na representação etérea ou simplesmente a nossa visão de uma realidade crua.

Mostrar e amar fotografias, em que a aura das nossas existências está presente, é bem mais fundamental do que os golos que se ganham ou se perdem.

Sejamos puros. Sejamos as fotografias que desejamos.

Ass:
fotógrafo
(falhado)
benfiquista
(fanático)
humano
(convicto)
amante
(apaixonado)

Cristina disse...

Não sou apreciadora de futebol. Mas aprecio Rui Costa, gosto muito de (boa) fotografia e leio bastante. Se é verdade que muitas vezes encontramos boas fotografias associadas ao futebol, mais raramente podemos dizê-lo de um texto. Desta vez, encontramos três óptimos ingredientes: um excelente texto sobre uma fotografia fantástica de um jogador de casta especial.
Além deste, só me lembro de dois textos fabulosos ligados ao futebol: um de Alfredo Mendes sobre os adeptos do FCP e outro de Manuel Alegre sobre Figo (grande jogador e homem com carácter, como Rui Costa). Dizia Manuel Alegre "Figo é um país e com ele o sonho é português". Parafraseando, diria que, neste jogo, Rui Costa foi uma equipa e com ele o sonho foi benfiquista".
Parabéns pelo seu texto e também pela escolha da fotografia.

Anónimo disse...

Fiquei muito triste ao tomar conhecimento do número de comentários que esta notícia teve neste blog. Isto só demonstra que vivemos num país onde a única coisa que interessa é o desporto. Enfim... mentalidades... Gentinha triste!

Hugo Fonseca disse...

Caro último anónimo,

"Gentinha triste" é o Sr. ou Sra. com o seu comentário preconceituoso.

E o futebol por muito mundano que seja é também apaixonante, e cada um tem o direito e a liberdade de comentar o que preferir, ou que lhe chama a atenção.

E o facto de gostar de futebol, não me impede de gostar de pintura, de cinema, de fotografia, etc

Quanto ao Rui Costa, voltou a mostrar hoje frente ao Nacional, porque ainda é o 'Maestro', e que não está velho e corre com AMOR e DEDICACAO pelo SLB.

Paulo Barriga disse...

Ó Amigo Sérgio, 21 comentários a uma só (e brilhante) postação sobre fotografia, ena, ena. É giro isto. É muito giro: é uma espécie de multidão silenciosa, esta, que te lê sem que saibas, mas que apenas se manifesta brava quando a coisa é mesmo séria: quando a ruim coisa é o futebol, ou melhor - o Benfica.

Hugo Fonseca disse...

Se há 'ruim coisa' é o seu comentário, ó Sr. Paulo Barriga, e deixe lá o SLB sossegado.

Nuno disse...

Gosto :)

Rui Costa, um bom exemplo no SLB.

Anónimo disse...

A interpretação da foto divagou um bom bocado e neste caso a paixão por um clube falou mais alto.
A Arte Photographica ficou em segundo plano e veio ao cimo o clubismo, que é cancro deste país.

Sérgio B. Gomes disse...

O comentário anterior acertou no devaneio, mas errou no clube.

Anónimo disse...

Sérgio, a sua resposta ao meu comentário é o motivo pelo qual voltarei a visitar o seu blog.
Não tem nada a ver com clubes de futebol, mas simplesmente por aceitar a minha opinião.
Permita que lhe diga, que por vezes tenho uma forma diferente da sua de interpretar certas imagens, em que o acaso ou a simplicidade do acto de fotografar, pode não conter intenções tão profundas, como as que ás vezes pensamos que existiram no momento.
Foi a primeira vez que cá vim e tenciono voltar, pois a vantagem dos blogs (de fotografia, que é o que me interessa) é que podemos ver as situações de perspectivas diferentes e por vezes enriquecer com isso.
Francisco

Sofia Silva disse...

Que frustração (a minha)... uma pessoa a tentar por tudo discutir fotografia e sai isto.

 
free web page hit counter