11 abril, 2010

entre aspas


Louis-Ferdinand Céline

Eu dizia-lhe que queria ser escritor, que tinha 15 anos e ele respondeu-me com uma carta de uma imensa ternura: 'Não tenho fotografia porque não sou actor de cinema. Mas se queres ser escritor vê lá porque depois não podes ir ao cinema, não podes ter namoradas, não podes não sei lá o quê... Porque escrever é uma coisa muito difícil e exige muito tempo, tens de passar a vida agarrado ao livro...'

António Lobo Antunes, lembrança de uma carta que escreveu a Céline onde lhe pedia uma fotografia,
in
Ípsilon, Público

4 comentários:

Marguerite Duras disse...

L'écrit ça arrive comme le vent, c'est nu, c'est de l'encre, et ça passe comme rien d'autre ne passe dans la vie, rien de plus, sauf elle, la vie.

Biel Carpenter disse...

gostei do blog. congrats!

naomemandeflores disse...

Que coisa mais linda essa resposta!

Beatriz Agulha disse...

'levei' o post, com o cuidado da devida referência, para o meu blog.


Cumprimentos.

 
free web page hit counter