28 junho, 2009

confrontar



Dizem que a fotografia é a arte do fúnebre, pelo registo do que já passou, pela memória do tempo ido. A fotografia é o suporte do regresso do morto, mas é também, inevitavelmente, o suporte do confronto, da comparação e da tensão entre diferença e semelhança.


6 comentários:

Anónimo disse...

Interessante!

José Carlos Marques disse...

Por favor... são duas fotografias completamente dípares. Temos pose na primeira, Trabalho de Iluminação. Na segunda temos uma fotografia que parece feita por um "paparazzi" com muita limitação em termos de equipamento. Compreendo a sugestão, mas discordo com as imagens que apresentas.

Anónimo disse...

Quanto a mim, é justamente esta "incoerência" , esta cisão que se cria também com estes dois diferentes tipos de imagens, que aguça ainda mais a reflexão não só sobre as imagens técnicas e toda a carga emotiva que por vezes arrastam, como sobre o próprio sentido da identidade. Gostei assim, visto que o próprio contraste cria um choque.

Anónimo disse...

Será que quando lhe tiraram a segunda fotografia ele já estaria morto? Será que por essa altura, já era como algumas estrelas que vemos no firmamento mas que já não existem ?( Esta parte o pessoal da ciência sabe explicar melhor). Dizem que a fotografia não mente! E lá diz o ditado que "o mal e o bem ao rosto vem". Desculpa...enganei-me. Afinal foi o desconhecimento da técnica que me confundiu. Uma é uma imagens cuidada, tecnicamente bem executada, outra parece tirada assim...( esta parte vocês sabem explicar melhor).

africa em nos disse...

Excelente comparação, e muitas pessoas tiraram fotos para a campanha "África em Nós" inspirados na época que o Michael Jackson era negro ainda. Quem puder conferir essa campanha entre no site www.africaemnos.com.br

Me Myself and I disse...

A segunda fotografia é a mugshot de Michael Jackson quando foi preso pela polícia...achei q devia mencionar...long live the king?

 
free web page hit counter