19 abril, 2009

platinotipia

Chalabre
© M. Q. Rogado, platinum palladium, 20x25



O Museu Nogueira da Silva de Braga está a organizar o 3º Workshop de Impressão Platinum Palladium (Platinotipia), que deve realizar-se entre 16 e 17 de Maio. As inscrições devem ser feitas até 11 de Maio. Mais informações aqui

A impressão em Platina/Paládio tem uma longa tradição, remontando ao início da história da fotografia, apesar da primeira patente do processo só ter sido registada em Inglaterra em 1873 por William Willis. Uma ampla divulgação sucedeu até à I Guerra Mundial, embora a partir desse período, devido às questões de custo e dificuldade na obtenção de platina e paládio, desviados entretanto para aplicações bélicas, o processo tenha caído no esquecimento até aos princípios dos anos 70. Um artigo da época, do 'master printer' George Tice, publicado num volume da Time-Life Books (1972), fez ressurgir o interesse por este tipo de impressão como especialidade fotográfica na área das “fine arts”.
Fotógrafos como Frederick Evans, Edward Steichen, Paul Strand, Alfred Stieglitz ou Edward Weston, entre outros, foram alguns dos mais importantes utilizadores desta técnica desde o séc XIX. Foi no entanto o grande fotógrafo norte-americano Irving Penn, um dos artistas contemporâneos que mais se destacou, imprimindo com grande mestria em Platina/Paládio, uma parte razoável das suas melhores imagens.
A utilização por fotógrafos portugueses desta técnica de impressão foi muito esparsa no século XIX, sendo igualmente rara no século XX, até aos nossos dias.


Fonte: mqrogado.com

1 comentário:

pinholeiro disse...

Parabéns aos organizadores pela iniciativa que em Portugal esteve sempre arredada da prática fotográfica. Talvez pela técnica, talvez pelos custos ou simplesmente porque ansiosos de resultados imediatos a prática de alguns processos alternativos é tabu para muitos dos que se dizem fotógrafos. Sim a técnica é assustadora para muitos praticantes, que escudando-se na conceptualidade do seu trabalho resumem a execução de uma obra a técnicas cada vez mais simplificadas o que não quer dizer: mais tempo para pensar.

 
free web page hit counter