13 junho, 2007

efémeras?

Chamadas Fotográficas:Imagens do Quotidiano

É forçoso que aconteça também aqui. Mais cedo ou mais tarde as fotografias captadas a partir do telemóvel não serão tidas apenas como parte da cultura visual dos nossos dias - serão consideradas como potencial objecto estético, gerador de narrativas à pequena escala e a um ritmo alucinante, não fosse Portugal o país da Europa com mais aparelhos por habitante.
Associamos a fotografia de telemóvel à circunstância, ao casual, à errância e sobretudo ao efémero, porque o botão delete está ali sempre à mão de semear. Se não gostarmos desta, é quase sempre possível tirar outra, e outra e outra. É a memória digital a dar-nos a possibilidade de rejeitar-mos o que não queremos ou de apanhar muitas coisas para depois escolher e apagar alguns ficheiros, ou ainda - porque não? - apagar todos. A memória digital está sempre lá para nos dar mais espaço.
Acontece que nem só de circunstância se faz a fotografia de telemóvel. Ela faz-se cada vez mais com propósito, mesmo que a definição, a cor, a velocidade não sejam as de uma máquina fotográfica tradicional. E não serão exactamente as limitações técnicas a que estão sujeitas estas imagens de usar e deitar fora a potenciar o seu valor estético, o seu encantamento?
Foi a pensar nos usos que diferentes gerações dão às máquinas destes aparelhos que o designer Andrew Howard - responsável pela concepção das publicações do Centro Português de Fotografia – decidiu propor a dois grupos distintos de pessoas que captassem várias fotografias para depois as mostrar em público numa exposição – Chamadas Fotográficas: Imagens do Quotidiano.
O primeiro grupo incluía alunos de uma escola secundária, com idades compreendidas entre os 13 e os 16 anos. As imagens enviadas, de enquadramento e composição básicos, mostram sobretudo auto-retratos, caras e mascotes.
Do segundo grupo faziam parte designers, fotógrafos e estudantes de Artes. Foi-lhes pedido que tirassem fotografias de quatro momentos de um dos seus dias e que fizessem um filme de 15-20 segundos. As abordagens aqui são mais conceptuais e abstractas.
Uma das conclusões que a organização tirou deste exercício simples revela que “embora, os meios tecnológicos que existem à nossa disposição afectem e condicionem a forma como comunicamos, nunca é simplesmente a natureza da tecnologia que faz a imagem, mas a natureza da pessoa que comunica”.
Paralelamente à exposição, os visitantes são convidados a participar num concurso de fotografia digital captada por telemóvel. As melhores imagens serão sujeitas à apreciação de um júri que escolherá a fotografia vencedora.


Chamadas Fotográficas:Imagens do Quotidiano


Chamadas Fotográficas:Imagens do Quotidiano


Chamadas fotográficas:Imagens do Quotidiano
Silo - Espaço Cultural, NorteShopping

Porto
Até 11 de Julho

8 comentários:

Cátia disse...

Parece-me bastante interessante este conceito, mas numa forma de arte tão abrangente, tão envolvente de toda a gente, não me soa a inovador, isto porque acho que a fotografia é sem dúvida a 'arte do povo', e a prova disso, e mais que nunca, é mesmo a fotografia casual, de circunstáncia, poder ser conceptual, ter forma e ter peso, e que outro país senão o nosso para fazer fotografia através de um simples telefone portátil!?

“embora, os meios tecnológicos que existem à nossa disposição afectem e condicionem a forma como comunicamos, nunca é simplesmente a natureza da tecnologia que faz a imagem, mas a natureza da pessoa que comunica”.

E termino com isto, pois embora se vejam cada vez mais fotografos experimentais, fotografos artisticos, anonimos no geral, ou nem tanto graças á Internet, a riqueza de um novo olhar sobre uma coisa por vezes diferente, por vezes quotidiana, é sempre uma mais valia para qualquer pessoa que se disponha a tentar entende-lo.

tiago borges disse...

"nunca é simplesmente a natureza da tecnologia que faz a imagem, mas a natureza da pessoa que comunica”

Na mesma linha de raciocínio: nunca é simplesmente a natureza da pessoa que comunica, mas a natureza da pessoa que lê a imagem e a interpreta.
E aí reside toda a diferença.
A capacidade, que o leitor tem (ou não tem) de produzir "teoria" (se preferirem: sentido) sobre a imagem marca o momento de charneira que pode transformar uma "banalidade" num momento "consideravelmente interessante".

Somos todos potenciais teóricos e críticos da imagem, mesmo que não sejamos eruditos. A nossa leitura é, ao mesmo tempo, única porque cruza a informação visual com as nossas referências e imaginários pessoais. (pode parecer óbvio mas achei oportuno escrever)

Anónimo disse...

"Somos todos potenciais teóricos e críticos da imagem, mesmo que não sejamos eruditos."

Assim como não somos todos advogados, médicos, designers e afins... sem margem para dúvidas... só alguns podem ser críticos da imagem.
Esta ideia de que qualquer um pode ser qualquer coisa irrita-me bastante. É a "democracia profissional" a funcionar ao seu pior nível.

tiago borges disse...

Não existe nenhuma ideia de «democracia profissional» subjacente ao comentário porque
não se refere à profissão de "críticos da imagem", e por isso se acrescentou "potencial".

O termo crítica foi usado no sentido mais lato. O exercício individual do observador sobre a imagem pode ser um momento de juízo.
Mesmo que não sendo ele crítico de imagem «profissional», não significa que ele não tenha capacidade para ajuizar.
E nisso a cultura visual é muito "democrática".

M0rph3u disse...

Penso que apesar da iniciativa ter um aspecto sociologico importante - como "happening", em termos fotograficos nao e' muito inovador.
O "snapshooting" ou a fotografia instantanea e' algo que faz parte da Historia da Fotografia lembre-se a Polaroid, ou ate' os avancos que se fizeram em termos de captura e processamento de imagem (de chapas de vidro para filme e depois partindo o filme em varios formatos mais reduzidos).
Fotografar nao e', tambem, o instante em que se capta o "momento"?
O que fizeram fotografos como Cartier-Bresson, senao isso mesmo? Captar o momento decisivo.
O paradigma da fotografia digital aparece mais como uma inovacao tecnica.
Nao sera' necessario carregar todo o equipamento (maquina, lentes, flash, filme...), para se tirar uma fotografia.
O facto do telemovel ser tambem um dispositivo que permite a criacao de imagens video ou fotograficas, apenas cria mais uma forma de registo visual possivel.
A fotografia passa a fazer parte do proprio quotidiano - o que e' um facto ultrapassa o snapshooting e a fotografia do quotidiano.
Mas o que se diz para a fotografia, tambem e' valido para a Internet Movel, ou para o Instant Messaging.
Trata-se da existencia de um dispositivo com multi-funcoes que permite fazer todas essas actividades, sem que obrigue o transporte de um dispositivo extra.
Normalmente ja' carrego duas maquinas fotograficas - uma digital e uma de filme 35mm. Para mim, e' normal tirar fotografias de quotidiano, ainda que nao o faca com o telemovel (que por acaso tambem permite fazer fotografia e video).
As maquinas digitais trouxeram para mim a verdadeira revolucao - mais ao nivel da divulgacao.
Nao e' de estranhar que a par desta nova industria tenham surgido espacos (ainda que etereos) onde se faz fotografia, fala de fotografia e onde se partilham experiencias.
Um destes casos de sucesso e' talvez o Flickr (que actualmente e' uma empresa do grupo Yahoo!). Desde que entrei para este website vi revistas a serem criadas (como a http://www.jpgmag.com, onde participo, tambem), museus a requererem fotografias para exposicoes (como recentemente a Tate), ou como espaco de divulgacao de actividades (como e' usado pelo Brooklyn Museum)...
O facto da fotografia ser trocada entre utilizadores dentro de um espaco que se divide por grupos de interesse cria um paradigma muito mais interessante e que tem interesse de estudo - a fotografia e' uma linguagem que ultrapassa povos e culturas e serve como objecto de troca de informacao.
Se a imprensa fez da escrita um meio importante de comunicacao, a fotografia digital voltou a fazer da imagem uma linguagem - que mais importante que a escrita, nao necessita de traducao. :)

Anónimo disse...

tibia money tibia gold tibia item runescape money runescape gold tibia money tibia gold runescape gold runescape accounts tibia gold tibia money runescape money runescape gp buy runescape gold tibia gold tibia item buy runescape money runescape gold runescape items tibia money tibia gold

Anónimo disse...

warhammer gold warhammer money warhammer accounts tibia money tibia gold tibia item runescape accounts buy runescape accounts runescape money runescape gold runescape gp runescape power leveling runescape powerleveling cheap rs2 powerleveling runescape equipment buy rs equipment runescape runes cheap rs2 runes runescape logs cheap rs2 logs runescape items buy runescape items runescape quest point rs2 quest point cheap runescape questpoint runescape gold runescape items runescape power leveling runescape money runescape gold buy runescape gold buy runescape money runescape items runescape accounts runescape gp runescape accounts runescape money runescape power leveling runescape powerleveling tibia gold dofus kamas buy dofus kamas wow power leveling wow powerleveling runescape questpoint rs2 questpoint Warcraft PowerLeveling Warcraft Power Leveling World of Warcraft PowerLeveling World of Warcraft Power Leveling Hellgate money Hellgate gold buy runescape logs buy rs2 items cheap runescape items Hellgate London gold Guild Wars Gold buy Guild Wars Gold runescape items rs2 accounts cheap rs2 equipments lotro gold buy lotro gold buy runescape money buy runescape gold buy runescape runes lotro gold buy lotro gold runescape money runescape gold cheap rs2 powerleveling eve isk eve online isk buy runescape power leveling rs2 power leveling tibia gold tibia item runescape accounts Fiesta Silver Fiesta Gold Scions of Fate Gold Hellgate Palladium Hellgate London Palladium SOF Gold Age Of Conan Gold AOC Gold ArchLord gold tibia money tibia gold runescape accounts runescape gold cheap rs2 powerleveling buy ArchLord gold DDO Plat Dungeons and Dragons Online Plat

Anónimo disse...

warhammer gold warhammer money warhammer accounts tibia money tibia gold tibia item runescape accounts buy runescape accounts runescape money runescape gold runescape gp runescape power leveling runescape powerleveling cheap rs2 powerleveling runescape equipment buy rs equipment runescape runes cheap rs2 runes runescape logs cheap rs2 logs runescape items buy runescape items runescape quest point rs2 quest point cheap runescape questpoint runescape gold runescape items runescape power leveling runescape money runescape gold buy runescape gold buy runescape money runescape items runescape accounts runescape gp runescape accounts runescape money runescape power leveling runescape powerleveling tibia gold dofus kamas buy dofus kamas wow power leveling wow powerleveling runescape questpoint rs2 questpoint Warcraft PowerLeveling Warcraft Power Leveling World of Warcraft PowerLeveling World of Warcraft Power Leveling Hellgate money Hellgate gold buy runescape logs buy rs2 items cheap runescape items Hellgate London gold Guild Wars Gold buy Guild Wars Gold runescape items rs2 accounts cheap rs2 equipments lotro gold buy lotro gold buy runescape money buy runescape gold buy runescape runes lotro gold buy lotro gold runescape money runescape gold cheap rs2 powerleveling eve isk eve online isk buy runescape power leveling rs2 power leveling tibia gold tibia item runescape accounts Fiesta Silver Fiesta Gold Scions of Fate Gold Hellgate Palladium Hellgate London Palladium SOF Gold Age Of Conan Gold AOC Gold ArchLord gold tibia money tibia gold runescape accounts runescape gold cheap rs2 powerleveling buy ArchLord gold DDO Plat Dungeons and Dragons Online Plat

 
free web page hit counter